Onde foi que eu pequei?
(João de Assis)


Eu dediquei à você os meus mais puros sentimentos...
Amei você com as garras de uma paixão ensandecida...
Durante nossa vida, você fez parte ativa
no meu coração...

Um coração que várias vezes ajoelhou
diante dos seus desejos...
Você foi a deusa da minha poesia e do meu
romance inacabado...

Amar você, para mim ficou sendo obsessão...
doce obsessão...
Mas não deu certo... Que pena...
As borboletas normalmente sentem atração pelas
luzes da cidade... infelizmente...

E um dia, então, para minha insólita tristeza, você partiu...
Ah! meu bem, juro que só gostaria de saber
  uma coisa:
Onde foi que eu errei... ou,
onde foi que eu pequei?

Cruzeiro-SP
18/03/2005

**********

Você não pecou...
(OlhosDe£in¢e)

Eu o amei em toda plenitude ,
elegi-o, meu único amor .
Entreguei-lhe em uma bandeja de prata,
os meus sonhos de mulher.

Conheci ao seu lado
a magia de amar e ser amada,
a viver em contato com as estrelas,
versejando o amor que lhe dediquei.

Abriguei-o totalmente em
meu coração apaixonado.
Com os meus carinhos e os meus beijos,
outorguei-lhe o reinado do meu coração.

Seu amor tornou-se o meu ar...
Jamais pensei que o perderia um dia .
Mas a maldita adversidade da vida,
levou-me para distante de você .

No novo caminho em que me vi,
procurei pelo seu olhar,
procurei pela sua mão,
procurei pelos seus braços
e não encontrei você ...

Você não errou e nem pecou,
apenas fragilizou-se e
trancou-se em seu mundo solitário,
deixando-me como herança,
a tristeza, o sonho inacabado,
e um amor sem perfume,
esperando quem sabe...
Na eternidade lhe encontrar!

Curitiba, 18 de março de 2005
 


*******
Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

OlhosDe£in¢e

webdesigner
*Ja(Mulher)*