Tuas rosas!
 (Regina Coeli)

Estremeço ao esbarrar no verbo amar
Num passado de mim que já passou
E morre tão-somente em quem deixou
Tempo futuro sem se conjugar...

Das quatro asas batidas pra voar
Um par se foi, e ainda não voltou...
Levou a alegria, e o que ficou,
Tão triste, preferiu o chão ao ar...

Fui-me arrastando e a terra fez-se arada
Por meu parzinho de asas desvalidas,
Por minhas lágrimas ficou aguada...

Hoje voei subidas e descidas
Pra te entregar, da terra bem amada,
Essas rosas cuidadas e colhidas...

 
*********
 
Créditos:
 Midi: an_affair_to_remember
Imagem: Fazenda Santa Rita (uso exclusivo
do site OlhosDeLince. Proibido uso e reprodução)
 

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail
 


webdesigner:
*Ja(Mulher)*

melhor visualização: 1024x768
 

 

                        Foto digital: Silvane Sabóia