Que tempo é este?
(Maitê Costa)

Será que o tempo que me dá tempo.
È o mesmo tempo que te dá tempo?

Que tempo é este,
que se mostra tão igual a nós todos
e tão diferente entre nós?

Talvez seja o tempo,
que de tempos em tempos se renova,
e nos mostra que ainda há tempo.

Talvez seja o tempo,
Que de tempos em tempos
Se mostra inexorável.
E arranca de nosso tempo, 
Quem tempo não teve mais.

Talvez seja o tempo que por um instante,
Um instante apenas, se mostrou por inteiro.

E trouxe à lembrança todo o tempo passado,
Vivido e não vivido,
Curtido e desperdiçado.

Talvez seja o tempo que num lampejo fugaz,
Mostra o tempo que vem
E aponta caminhos.

Talvez seja o tempo que sem pressa se apresenta,
Mas rápido some.

Desaparece,
Porque o tempo tem pouco tempo para ficar,
Precisa passar.

Talvez seja o tempo que te diz corra,
Não perca tempo.

Mas, ao mesmo tempo,
Talvez seja o tempo que te alerta,
Vá devagar.
Não atropele o tempo.
Ele é todo teu,
Basta saber aproveitar.

Talvez seja o tempo que te faz lamentar 
O tempo perdido.
Ao mesmo tempo 
Que te faz brindar o tempo presente.

De qualquer forma,
Este é o teu tempo.
Tempo que requer tempo
Para viver, para amar, 
para sentir cada momento deste tempo.

Tempo que é só teu
E que sem dúvida,
Foi feito na medida
Para você!

*****
Clique na figura abaixo 
e envie esta página para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home

webdesigner:
*Ja(Mulher)*