Texto de opinião

Prefiro amar
(OlhosDe£in¢e)


Certa vez alguém me disse: "goste, não ame". 
Amar nos faz sofrer e viver com saudade.

Fiquei imaginando como posso não amar, se meu coração quer se apaixonar ?
Ninguém pode escolher não amar, isso não existe, pois o coração não nos pede
licença para recolher o amor, ele simplesmente acolhe e o aconchega
suavemente ou tempestivamente.
Não importa se o amor traz dor e tristeza, pois a alegria e a felicidade que
vivenciamos quando amamos suprem os espinhos que arranham
 e são cravados no coração.
Prefiro ter  tristeza de amor a não conhecê-lo.
Quero apaixonar-me sempre que houver vaga em meu coração, viver no mundo da
lua, construir sonhos a dois, viajar na galáxia pulverizada de estrelas.
Quero sentir saudades do que me faz bem, quero ter orgasmo no ato de amar,
sentir na boca o alvoroço do desejo e ser uma eterna designer do ambiente de
amor entre flores e querubins.
Quero que, quando o amor chegar, escancare a porta de meu coração, 
abra as janelas de carinho.
Quero entregar-me apaixonadamente de corpo e alma para que 
seja eterno até que finde.
Amar, amar, amar... o maior de todos os sentidos da vida.
Essa é a grande diferença entre o gostar e amar.

Gostar ? Eu gosto de maçã, de uva, de ir ao cinema, de boas leituras, de
passear, de ouvir o canto dos pássaros, de assistir o bailado da chuva, 
 há tantos gostar !

Amar é entregar-se, é apaixonar-se, é viver entre os espinhos e a flor, é
ter brilho no olhar, é trazer no sorriso a espontaneidade da felicidade.
Feliz quem pode dizer... Eu conheço o amor !

Curitiba, 7 de dezembro de 2005

*******
Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

OlhosDe£in¢e


webdesigner:
*Ja(Mulher)*