Musa consoladora
(
Menestrel sem Juízo & OlhosDe£in¢e)

Foge-me a inspiração levada pelo vento 
e junto vais, oh musa ardente e sedutora,
deixando-me sozinho envolto em meu tormento 
e a se desesperar minh’alma sofredora!

Tentei sair de sua vida, 
tentei não escutar o meu coração,
tentei fingir que você não existia,
tentei apagar este amor.
Fui-me, para não mais voltar! 


Foste minha ilusão e meu contentamento,
a luz que prende a alma e a torna sonhadora, 
e se hoje tua ausência em vão choro e lamento,
é porque te perdi, fada consoladora! 

Se fui sua ilusão e contentamento,
se habitei os seus sonhos e se hoje 
chora e lamenta a minha ausência,
foi você unicamente 
o autor deste meu silêncio. 

Aguardo teu retorno, encantada revinda,
pra que volte a cantar e a bendizer o amor...
Na noite mais atroz te concebo mais linda

Hoje, busquei nas lembranças de nossos momentos, 
reviver na saudade, o amor que nunca me abandonou.
Depois de muito pensar... 
Retorno com um sorriso iluminado,
na espera de em seu coração morar.

e necessito, enfim, de teu magno esplendor
que me faça entender, talvez um pouco ainda,
o sonho genial de ser poeta e cantor...

Olhe para mim, meu poeta e cantor, 
eis-me aqui, diante de seus olhos, 
veja o cintilar das estrelas em meu olhar, 
sinta meu coração acelerado,
beije-me e tenha-me ao seu lado para sempre!

*****
Clique na figura abaixo 
e envie esta página para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 Home

webdesigner:
*Ja(Mulher)*