Inocência
(OlhosDe£in¢e)
(Victor Jerónimo)

Sonhou...
Amou...
Viveu...

Lutou...
Desesperou...
 Amargou...

Sonhou entre estrelas.
Amou no prazer dos corpos.
Viveu no desejo da paixão!

P
erdeu-se entre as estrelas.
No prazer dos corpos perdeu a razão.
Perdeu o desejo pela vida!


Fez da vida
momentos sublimes...
Em sua inocência 
isenta das maldades,
sonhou na ingenuidade do amor,
viveu na inocuidade da vida.

Fez da vida o supremo desencanto
  Perdeu a inocência em antros de maldade
e seus sonhos de amor se esvairam
Na podridão da vida.

Hoje, a sua inocência
vestiu-se de armadura,
contra as maldades do mundo!

Por fim num templo sublime
  Reencontrou-se consigo  
E hoje combate as maldades do mundo!

 *****
Clique na figura abaixo 
e envie esta página para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

 Home

OlhosDe£in¢e

webdesigner:
*Ja(Mulher)*