As nuvens passam...
Marilda Diorio (OlhosDe£in¢e)
Interpretação:Astir *Carr
 
Levante os olhos aos céus,
inspire-se na nuvem que passa,
tal como a elegância da pluma
bailando ao vento.
 
Mire-se nas nuvens
em edificantes esculturas,
ora em doces formatos,
ora em maléficas esculturas,
lembrando um coração que chora...
 
As nuvens passam...
Assim como as dores que se vão,
assim como a luz que se apaga,
assim como o sorriso que se fecha.
 
As dores, num tempo certo,
dissipam-se, deixando cicatrizes
nas vertentes íngremes do coração,
 abrindo novos espaços
límpidos e reluzentes à espera
do sorriso da esperança.
 
As nuvens passam...
novo amanhã, novo dia,
novas esculturas embelezando o céu
para alegria de meus olhos,
de seus olhos, de nossos olhos.
 
Curitiba, 23 de maio de 2010,
às 18h20
 

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

webdesigner:
*Ja(Mulher)*