As Fronteiras do Pensamento
 (Vera Mussi)

Nas avalanches
dos desejos aprisionados,
cristais de gelo queimam
os neurônios desgastados
Pela emoção vencida!

Um olhar profundo e tranqüilo
despede-se do fulgor
de um anseio, sem vontade,
para desistir de um sonho invadido
pela descrença...
Um amor em desalento...
Sem saudade!

As fronteiras do pensamento
nos impedem
de ações próprias a nos induzir
à realização de um sonho,
quase impossível a deduzir ...

A busca do ideal a ser atingido
Limita nossos passos!
Define como proibido
o desejar da felicidade feita
por nossas incrédulas mãos
E sutis abraços

A vontade inibe a coragem,
quando o pensamento
viaja pela margem
fronteiriça
Do inatingível
Do inconseqüente...
Do sutil...
Do etéreo...
Do astral ...
Do invencível
Do pensamento-farol !

A liberdade nesse presente
enseja uma ação conjunta
com a razão de existir,
sem que o pensamento
possa interferir
nas conseqüências
do nosso querer manifesto!

Só assim seremos livres
para escolher nossos caminhos
a seguir ...
Sem nos prevenir
com vãos pensamentos
que podem destruir
as ações futuras
de um alicerce verdadeiro!

janeiro/2009

http://www.veramussi.com.br
 

 
*********
 
Créditos:
 Midi:Pathetique symphony - Strings Orquestre
Imagem: Fazenda Santa Rita (uso exclusivo
do site OlhosDeLince. Proibido uso e reprodução)
 

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail
 


webdesigner:
*Ja(Mulher)*

melhor visualização: 1024x768
 

 

                        Foto digital: Silvane Sabóia