Carícia no olhar
( OlhosDe£in¢e ) 

Quando olho a lua...
Uma carícia me envolve,
pensando em seus braços 
ao redor de meu corpo.

Quando olho o céu...
Busco nas estrelas,
a carícia que sempre me envia, 
no brilho do seu olhar.

Quando olho o mar... 
Com suas ondas suaves,
procuro pelas suas mãos 
que tanto me acariciam. 

Quando olho as flores... 
Sinto as carícias 
do roçar de seus lábios,
em meu rosto feliz !

Quando fecho os olhos... 
Continuo a sonhar com seu cheiro, 
seus olhos, sua boca, seus braços e 
seu corpo entrelaçado na carícia do meu amor ! 

Curitiba, 27/02/2004

*******
Amor sem fim

(Menestrel sem juízo) 

Quisera fazer-lhe carícias
do mais simples ao mais complexo
e usufruir as delícias
do sexo. 

E quando a noite chegasse
envolvendo o mundo
beijando a sua face
e atingindo o clímax profundo...

Nem seriam horas perdidas
mas sempre aproveitadas
por duas vidas
hoje separadas...

Este meu íntimo pensamento
que agora externo
qual o tempo e o vento
seria eterno
nos poemas 
sem dilemas...

Porto Alegre - RS, 29 de setembro de 2004 - às 17h19min.

*****
Clique na figura abaixo
e envie esta página para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!


Home

OlhosDe£in¢e

webdesigner:
*Ja(Mulher)*