Amor confesso
 (Rosângela do Valle Dias)

Ei, você, amor confesso!
Faça da sua voz a renovação da esperança.
Ilumine as sombras atuantes no teatro dos versos.
Não me queira ter nos sons dispersos
de uma poesia fria.
A vida está "viva" para o amor,
enquanto a alma descompassa o coração.
É para você que o meu ser pulsa
enquanto aguarda o seu despertar.
O meu amor cresce e acontece para você!


BH/MG
14 de dezembro de 2008
Poemeto da série "Pedaços de Mim"

 
*********
 
Créditos:
 Midi: 0ne_more_kiss- Renato Coelho
Imagem: Fazenda Santa Rita (uso exclusivo
do site OlhosDeLince. Proibido uso e reprodução)
 

*********

Clique na imagem e envie para até 10 pessoas

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail
 


webdesigner:
*Ja(Mulher)*

melhor visualização: 1024x768
 

 

                        Foto digital: Silvane Sabóia