Adeus consciente
Marilda Diorio(Olhosde£in¢e)
Interpretação:Astir *Carr

Fecho-me em concha,
busco aconchego no silêncio
do meu eu...

Despeço o sorriso que arvora nas noites
deslizando em estrelas...

Recolho-me em um mundo solitário e noturno,
reduto de reflexões adornadas
pelas melodias sempre presentes...

É o adeus consciente
de quem guarda em segredo
o gosto do amor,
a beleza do aconchego
no remanso do coração...

A razão ganha o aval da sabedoria
e diz adeus aos sonhos impossíveis...


Curitiba, 27 de setembro de 2009,
às 3h42

***********

Clique na imagem e recomende a página

CLIQUE PARA RECOMENDAR ESTA PÁGINA!

Home||Menu||Livro de Visitas||E-mail

webdesigner:
*Ja(Mulher)*